Category

bike

O primeiro Encontro Famílias Ativas

O primeiro Encontro Famílias Ativas

By | - Destaques, bike, Bike Trailer, Passeios com crianças | One Comment

Com o propósito de reunir famílias que apreciam levar uma vida ativa, cerca de 40 pessoas se encontraram no Parque do Ibirapuera para trocar experiências e celebrar as atividades com os filhos.

O dia 2 de julho amanheceu quente e ensolarado, perfeito para um encontro no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Aos poucos, as famílias foram chegando – a pé ou de bicicleta, com as crianças em bike trailers, bicicletas de equilíbrio, no carrinho.

Em comum, a vontade de encontrar outras pessoas alinhadas em torno do mesmo conceito – de que bom mesmo é passear, pedalar e curtir a vida junto com os filhos!

É claro que muita coisa muda quando se tem filhos, mas não é preciso abrir mão de uma vida ativa. Muito pelo contrário: incluir os filhos não só aumenta as possibilidades de convivência e experiências juntos como é o melhor caminho para despertar o interesse nas crianças por uma vida de atividades – e de uma forma natural. Afinal, crianças aprendem com exemplos!

A ideia do primeiro Encontro Famílias Ativas foi reforçar a importância (e o prazer!) das atividades outdoor em família e criar uma oportunidade de conhecer e trocar dicas e experiências com outras pessoas que compartilham do mesmo entendimento. Pelo próprio conceito, pensamos em uma atividade ao ar livre (“fora da internet”) como um importante complemento às interações digitais.

Em um clima de extrema alegria, o grupo juntou-se em um passeio pelo parque seguido de um piquenique. Nas conversas, uma clara convicção sobre escolher atividades com toda a família – e muita inspiração sobre novas possibilidades.

 


O Encontro Famílias Ativas foi promovido por ATIVITAE com o apoio de:

BIKE TRAILER BRASIL – Pioneiro e referência no produto no país
CICLOFEMINI – Escola de bicicleta
BIKE.TV – Produtora especializada em ciclismo
KAILASH – Líder nacional em roupas e equipamentos outdoor e trail running
THULE – Líder mundial em equipamentos para as famílias ativas
WEBRUN – Portal de referência em corrida, saúde e qualidade de vida

Fotos de Christina Volpe gentilmente cedidas por Portal Webrun.

De bicicleta ou bike trailer na trilha do Ibirapuera

De bicicleta ou bike trailer na trilha do Ibirapuera

By | - Destaques, bike, Bike Trailer, Onde pedalar com os filhos | No Comments

Que tal encarar uma boa trilha bem no centro da cidade? O Parque do Ibirapuera tem um percurso de terra que faz a festa de quem quer curtir a natureza de perto sem precisar pegar a estrada – e perfeita para pedalar com os filhos (no bike trailer ou em suas próprias bicicletas), iniciando-os na modalidade off-road.

O percurso completo tem cerca de 6km e acompanha a periferia do parque, dando uma volta completa. Pode ser dividido em 3 partes, identificadas pelas ruas próximas:

REPÚBLICA DO LÍBANO: trecho mais “selvagem”, com grande presença de raízes, desníveis e obstáculos

QUARTO CENTENÁRIO: trecho mais plano e acessível para as primeiras pedaladas das crianças

PEDRO ÁLVARES CABRAL: trecho misto, com algumas partes entre a mata e boa parte no asfalto (ruas internas do parque), com destaque para o contorno do lago

Trilha do Ibirapuera

Ibirapuera_B

Troquei minha mountain bike XC por uma trail

Troquei minha mountain bike XC por uma trail

By | - Destaques, bike, equipamentos | No Comments

De verdade: eu estava bastante feliz e satisfeito com minha velha companheira Gary Fisher, uma bicicleta clássica com sua elogiada geometria “cross-country” (ou simplesmente “XC”)… Foi com ela que retomei a bicicleta com mais seriedade que nunca, em 2008 – até 2015, foram mais de 10 mil km pedalados, sendo 3 mil km rebocando os meninos num Bike Trailer.

Mas os desenhos das bikes evoluíram rápido, e fazer a TransAlp com aquela bike top (uma Specialized Stumpjumper Elite, de suspensão total) me proporcionou um aprendizado importante – e na vida real! – sobre as diferenças sobre o que as bicicletas atuais oferecem.

Confesso ter ficado apreensivo com a escolha do meu cunhado para a expedição. Pensei: vou dançar nas subidas com essa suspensão total, estou ferrado no asfalto com esse pneuzão… Mas fui amplamente surpreendido com o uso prático.

As qualidades que descobri:

absurdamente estável nas trilhas e descidas íngremes, seja um single track casca-grossa, seja numa estrada asfaltada morro abaixo – mesmo com a carga extra nos alforjes

deliciosamente confortável, tanto pela postura mais elevada quanto pela suspensão traseira

E, ainda assim…

boa pras subidas

roda muito bem no asfalto e no plano

Pra resumir em duas palavras: CONFORTO E VERSATILIDADE.

Ou seja, a experiência proporcionou um aprendizado bem prático de algo que tem se consolidado nos últimos anos (e que eu desconhecia até então): as bicicletas “all mountain” ou “trail”.

O resultado: poucos meses após a TransAlp, adquiri uma bike nova: uma Trek Fuel EX5 – um modelo “de entrada” no segmento trail.

Trek Fuel EX5

A página de apresentação do modelo resume bem qual é a pegada:

A mountain bike mais amada do mundo continua melhorando. A Fuel EX continua definindo o padrão de versatilidade de bicicletas para trilha com suspensão total, trazendo a tecnologia de corridas às aventuras do dia a dia. Quer uma bicicleta de trilha robusta, capaz de longos percursos, e uma bike de cross-country ágil? Obtenha ambos com Fuel EX. Seja este seu milionésimo quilômetro na trilha ou o seu primeiro, você vai adorar esta bike.

(O texto original está aqui.)

Para mais informações técnicas sobre essa “categoria”, recomendo a leitura deste ótimo artigo.

Em uma pesquisa sobre dicas para ajustar minimamente a bike nova, encontrei um site com dicas pra você adequar sua bike às suas medidas – ou “bike fit”, como se diz em português.   😉

The All Mountain Fit 

The XC fit works perfectly for the majority of bikes we sell. But riding styles and trails are changing. More and more mountain bikers are looking for a bike more oriented for fun. They want to be able to ride aggressive trails, seek out drops, jumps and rock gardens and feel comfortable and in control when doing so. Shock technology and refinements in frame designs have allowed builders to assemble bikes with 5-7” of travel at a manageable weight that can climb efficiently and fly downhill and over the rough stuff, often with more speed and control than XC bikes.

All Mountain riders do pedal uphill, and many enjoy it, but both the highlight and reward for this rider is the descent. A good deal of their time is spent with the saddle dropped to a lower position for maneuverability while descending and riding obstacles. Therefore the saddle height range suggested for this fit has a larger variation. The upper limit represents where the saddle might be placed for climbing and efficient pedaling and the lower measurement is equivalent to the change in height you would achieve via an adjustable height post like the Crankbrothers Joplin .

The All Mountain fit utilizes a shorter reach due to a few factors. 1/ handlebar heights will often be equal to saddle height due to longer travel forks. 2/ Riders will select a shorter stem for better leverage on the bikes front end. 3/ Frame designers often select slightly shorter top tube lengths for this style frame as well. Overall the result of the All mountain fit is a more upright position with handle bar closer to the rider. Climbing can be done efficiently but the All Mountain fit is weighted for favorable handling characteristics while descending and tackling technical terrain, drops, etc.

The XC Fit 

The XC fit has been adapted from what we consider a traditional mountain bike fit. This is the more cross country race oriented fit and suits those with an interest in racing, or simply those who want to produce the maximum speed over trails and fire roads with equivalent amounts of climbing and descending. This is the fit for those who are exhilarated by pushing their aerobic limit up a climb.

The XC rider descends with efficiency in mind and often chooses to keep the tires in the dirt and often steer around large obstacles and drops. XC riders leave their seatpost in a fixed position for optimum pedaling power at all times. This rider usually selects frames from hardtail to 4” of travel. Although some who select this fit prefer frames with over 5” to ensure comfort on epic rides or for endurance races.

The XC fit features a lower and more stretched position to keep the center of gravity fairly low in order to generate power and traction on steep climbs. Stem length is often selected in the interest of maximizing the low, stretched position, but still being able to ride comfortably. However riders choosing longer travel forks or endurance riders might shorten the stem by 1-2cm This is done to achieve desired handling traits, and place themselves in a more upright position in order decrease lower back fatigue when spending long hours in the saddle. This fit typically will position the handle bars 1-2” below the saddle.

O original está aqui – get your own “homemade bike fit”.

E aí, qual bike faz mais o seu estilo?   🙂