Prutz – Silandro

99km, 2.422m de altitude acumulada
10h50min de tempo total de percurso

Reenergizados, partimos rebocando os meninos no bike trailer em direção à pequena cidade de Pfunds, onde eles voltariam ao carro de apoio. Foi um trecho relativamente curto, cerca de 20 km, atravessando vales rurais, ao lado de altíssimas montanhas.

Depois de algumas montanhas de categoria 4, o grande desafio do dia viria logo a seguir: atravessar um trecho de montanhas da Suíça, incluindo uma longa e íngreme escalada de categoria 2 que, vencidos 360 m de altitude, culmina próximo à tríplice fronteira com a Áustria e a Itália. Chegávamos ao trecho mais alto (e frio) de nossa jornada.

Após encontrar toda a família para um delicioso almoço ao lado do lago Reschen/Rèsia, cartão postal da TransAlp que marca o início do trecho italiano, iniciamos um longo trecho de descida, recompensa que começou com um declive suave de 10 km para 600 m. Até a cidade de Glorenza (a menor da região, fundada há 700 anos e totalmente murada até hoje), seguimos em um trecho exclusivo para bicicletas, atravessando plantações e pequenos vilarejos italianos. Depois dos desafios que tínhamos passado, a sensação foi de ser a melhor descida da nossa vida.

O trecho seguinte seguiu em meio às montanhas, ao lado de plantações e rios, num percurso tranquilo e agradável. No fim do dia, nem uma chuva mais forte, nem a quebra de uma corrente, nem uma escalada de 130 m até chegar ao hotel prejudicou os ânimos. Colocamos roupas e equipamentos para secar e fomos à cidade jantar com todo o grupo.

Leave a Reply