Um dos diferenciais da viagem foi o nosso roteiro incluir diversos trechos off-road: caminhos ao longo de rios, plantações, singletracks e também algumas trilhas “casca-grossa”. Precisávamos de bicicletas versáteis, com que pudéssemos atravessar os trechos irregulares com estabilidade e segurança, mas sem sacrificar o conforto necessário para vencer toda a distância. Eu utilizei uma Specialized Stumpjumper FSR Elite 29, e minha esposa, uma Haibike Xduro AllMTN RC 27.5 (com auxílio elétrico, que possibilitou que ela cumprisse todo o percurso mesmo sem tanto preparo) – que atenderam plenamente esses requisitos aparentemente inconciliáveis.

Desafio: como transformar bikes top, de suspensão total e nascidas para as trilhas, em uma versão mais “estradeira”, que permitisse acomodar equipamentos, bagagem e suprimentos necessários para cada dia?

A resposta:

• Utilizamos bagageiros Thule, que têm um genial sistema de fixação que dispensa furação no quadro, tornando-se compatíveis com virtualmente qualquer bicicleta existente – inclusive as de suspensão total.

• Com os alforjes Thule, o conjunto mostrou-se robusto, extremamente confiável e totalmente silencioso, mesmo nas condições mais severas – tanto do terreno quanto do clima.

• Também utilizamos handlebar mounts da mesma linha, com pontos de fixação para bolsas de guidão e suportes para smartphone (utilizado na navegação) e action cam para filmagem do percurso.

• O conjunto foi complementado por bolsas de selim com ferramentas e lubrificante.

• Para transportar os meninos, levamos nosso Bike Trailer Thule Coaster daqui do Brasil, junto com os demais equipamentos.